miércoles, 2 de julio de 2008

Col du Télégraphe


Perguntava-lhe como cabiam tantos beijos
numa canção, se esta a montanha mais breve
e ainda cá estamos em baixo, aparando
o que aqui vai de memórias e são tantas
e escutamos na rádio
parece que vem mexido o pelotão,
o camisola amarela vem em perda
mas pinto agora mesmo o seu nome no asfalto
e quando passe empurro o seu nome bem alto
beijar não posso porque tombarias da bicicleta,
deves vir cansado e a canção não tarda acaba.


in As Montanhas Mágicas